Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

AMILOIDOSE LARÍNGEA EM PACIENTE JOVEM: RELATO DE CASO RARO

Fundamentação/Introdução

INTRODUÇÃO: A amiloidose é uma doença caracterizada pelo depósito extracelular de proteínas fibrilares (amiloide) não solúveis em tecidos, podendo causar insuficiências orgânicas. É uma condição rara, com incidência aproximada de 5-10 a cada um milhão de pessoas por ano. Quando afeta a cabeça e o pescoço, 20% dos casos ocorrem na laringe, sendo sua causa principalmente primária. A amiloidose primária afeta principalmente dos 40 aos 60 anos, ocorrendo raramente durante a juventude (apenas 10 casos reportados na literatura).

Objetivos

OBJETIVOS: Relatar um caso de amiloidose laríngea, salientando que pode ocorrer em paciente jovem e hígido.

Delineamento/Métodos

DESCRIÇÃO DO CASO: L.S.S., 16 anos, sem comorbidades, apresentou queixa de rouquidão, disfonia e tosse seca progressivas por 6 meses, culminando em consulta com otorrinolaringologista. Negava emagrecimento, febre e adinamia. Apetite preservado. Ao exame clínico, estava corado, hidratado, anictérico, acianótico. Apresentava pressão arterial de 120x80mmHg deitado e sentado, frequência cardíaca de 68 batimentos por minuto. Ausência de linfonodos cervicais e inguinais, tireoide palpável. Abdome flácido e indolor. Levantada hipótese diagnóstica de laringite, realizou antibioticoterapia sem melhora do quadro. Fez laringoscopia identificando uma massa nodular de superfície irregular suspeita de neoplasia em prega ariepiglótica direita, sendo encaminhado ao cirurgião de cabeça e pescoço.

Resultados

DESCRIÇÃO DO CASO: Realizou ressonância nuclear magnética de região cervical, onde suspeitou-se que a massa fosse um sarcoma. Fez a biópsia da lesão, sob laringoscopia direta, que evidenciou um extenso e denso material amorfo eosinofílico, corado por vermelho Congo, o que confere o diagnóstico de amiloidose laríngea. Após o achado, submeteu-se a 4 procedimentos cirúrgicos para retirada do tecido amiloide. Apresentou melhora do quadro, apenas com rouquidão leve como sequela da cirurgia, sem quaisquer comorbidades. Realiza acompanhamento com clínico geral para pesquisa de acometimento em outros órgãos e possível recidiva do quadro. As laringoscopias dos últimos 2 anos demonstraram tecido amiloide com fibrose, sem evolução.

Conclusões/Considerações finais

CONCLUSÕES: Embora seja uma doença que ocorre em pacientes de idades avançadas, a amiloidose laríngea é um importante diagnóstico diferencial de massas com superfície irregular na laringe. O diagnóstico é sempre feito com a histopatologia de tecido biopsiado. O acompanhamento com laringoscopia faz-se necessário para possível recidiva

Palavras Chaves

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Federal de São João del Rei - Minas Gerais - Brasil

Autores

Jade Chartone Eustáquio, Gustavo Ribeiro de Souza Filho, Alexandre Nunes Pessoa


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017