Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Ação de diferentes extratos naturais sobre cepa resistente de Klebsiella pneumoniae e Pseudomonas aeruginosa.

Fundamentação/Introdução

A resistência criada pelas bactérias aos antibióticos de amplo espectro tornou-se uma ameaça de saúde global, com isso a necessidade de se formular novas drogas antimicrobianas tem se tornado um grande desafio. Adicionalmente, alguns extratos naturais tem demonstrado ação antimicrobiana.

Objetivos

Avaliar a ação antimicrobiana dos extratos glicólicos de Hamamelis virginiana (hamamelis) e Persa americana (abacateiro) sobre cepas multirresistentes de Klebsiella pneumoniae (K. pneumoniae), e Pseudomonas aeruginosa (P. aeruginosa).

Delineamento/Métodos

As cepas multirresistentes foram isoladas no laboratório Bioclin e identificadas através do sistema auto SCAN 4. Para avaliação da ação antimicrobiana dos extratos foi utilizado o teste de microdiluição em caldo, segundo CLSI (Clinical and Laboratory Institute Standarts), norma M7-A9. Os testes foram realizados em microplacas de 96 poços, onde foram preparadas diluições dos respectivos extratos em caldo Mueller Hinton, após foram adicionadas as suspensões padronizadas das cepas multirresistentes de K. pneumoniae ou P. aeruginosa. As microplacas foram incubadas por 24h e posteriormente avaliadas, onde o poço com a menor concentração do extrato e que não apresenta turvação seria determinado como concentração inibitória mínima (CIM). Já a concentração bactericida mínima (CBM) foi determinada a partir da semeadura dos poços que não apresentaram turvação.

Resultados

Das 4 cepas de K. pneumoniae, 03 obtiveram CIM com 100 mg/ml e 01 obteve CIM com 50 mg/ml do abacateiro. Das 4 cepas de P. aeruginosa, 3 obtiveram CIM com 50 mg/ml e 1 obteve CIM com 25 mg/ml do hamamelis. Das 4 cepas P. aeruginosa, todas obtiveram CIM com 25 mg/ml com o hamamelis. Das 4 cepas P. aeruginosa, 2 cepas obtiveram CIM com 50 mg/ml, 1 cepa obteve CIM com 25 mg/ml e 1 cepa obteve CIM com 100 mg/ml do abacateiro. Quanto as 4 cepas de K. pneumoniae, 1 cepa obteve CBM com 100 mg/ml, 1 cepa obteve CBM com 50 mg/ml e 2 cepas não obtiveram CBM com o abacateiro. Quando utilizamos o hamamelis nas 4 cepas de K. pneumoniae, 1 cepa obteve CBM com 100 mg/ml, 2 cepas obtiveram CBM com 50 mg/ml, e 1 cepa obteve CBM com 25 mg/ml. As 4 cepas de P. aeruginosa obtiveram CBM com 50 mg/ml do abacateiro. Com a mesma bactéria, houve CBM para 3 cepas com 25 mg/ml e 1 cepa com 50 mg/ml de hamamelis.

Conclusões/Considerações finais

Os extratos glicólicos de hamamelis e abacateiro promoveram ação antimicrobiana com concentrações inibitórias e bactericidas sobre as cepas multirresistentes de K. pneumoniae e P. aeruginosa.

Palavras Chaves

Cepas multirresistentes; Klebsiella pneumoniae; Pseudomonas aeruginosa; Hamamelis virginiana; Persa americana.

Área

Clínica Médica

Instituições

Instituto Policlin de Ensino e Pesquisas - Sao Paulo - Brasil, Universidade Estadual Paulista - Sao Paulo - Brasil

Autores

Marcela Santos Oliveira, Joao Manoel Thetonio dos Santos, Carlos Eduardo Rocha Santos, Leonardo Moura Brasil Rocha Santos, Luciane Dias Oliveira


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017