Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Relato de experiências acerca da vivência na linha de pesquisa morte, processo de morrer e cuidados paliativos: desafios para o acadêmico de Medicina

Fundamentação/Introdução

O tema da morte inquieta a humanidades desde a existência humana. Cada tempo com suas nuances culturais e sociais. A representação da morte passa da morte familiar, na Antiguidade, para a morte solitária, na contemporaneidade, ocorrida nos contextos hospitalares. O médico nesse cenário, muitas vezes, não consegue se aproximar dos pacientes para um diálogo acerca da finitude. Nesse sentido, a formação ainda carece de espaços que possam despertar a importância de estudos, reflexões sobre a temática apontada. Para tentar ofertar diálogos que possam falar sobre a finitude e a prática médica foi desenvolvido encontros na linha de pesquisa: Morte, Processo de Morrer e Cuidados Paliativos experienciada no curso de Medicina da Universidade Federal do Amapá- UNIFAP.

Objetivos

O objetivo desse estudo foi descrever a vivência de estudantes na Linha de pesquisa no semestre de 2017.1.

Delineamento/Métodos

A metodologia utilizada foi o relato de experiência de três acadêmicos de Medicina que frequentam a linha de estudo. Participaram acadêmico do primeiro, segundo e quarto ano de curso. Os encontros foram semanais com duração de 2 horas, bem como o relato da docente que coordena a linha de pesquisa.

Resultados

Os relatos revelam a gratificação em participar de um espaço que reflete e discuti sobre a os modos de lidar com a morte, processo de morrer e cuidados paliativos para o estudante de Medicina e futuro médico. Expressam que a existência de protocolos não configura a completude da dinâmica subjetiva nesse amparo e assistência perante finitude humana. Os desafios são pertinentes na formação médica quanto ao assunto abordado na linha de pesquisa descrita nesse estudo. Foi possível reconhecer a importância de falar sobre a terminalidade humana para que se possa saber conduzir o luto, o apoio familiar e as questões do próprio paciente, bem como as emoções dos acadêmicos quanto a sua representação e sensação perante a morte.

Conclusões/Considerações finais

Os relatos demonstraram que a existência de cenários na formação médica que possam abordar o tema da morte é relevante para a prática mais humanizada no processo de morrer e cuidados paliativos. Há, certo silêncio e desconsideração com assuntos que tratem dos desfazimentos humanos na academia. Nesse propósito, a linha de pesquisa acolheu, refletiu e possibilitou diálogos na intenção de sensibilizar para práticas mais sensíveis no trato humano.

Palavras Chaves

Área

Clínica Médica

Instituições

Universidade Federal do Amapá - Amapa - Brasil

Autores

Anna Valeska de Moura Mendonça, Terezinha Alecrim Barbosa, Daniel Augusto Mendes Moura, Rodolfo Napoleão Nogueira


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017