Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANÁLISE DAS TENTATIVAS DE SUICÍDIO INTERNADAS NO HOSPITAL GERAL EM CAPITAL DO NORDESTE BRASILEIRO NO PERIODO DE 2011-2015

Fundamentação/Introdução

O comportamento suicida é um fenômeno complexo, que pode acometer qualquer faixa etária, e que apresenta diversas especificidades.

Objetivos

O presente trabalho objetivou analisar o perfil dos pacientes internados por tentativa de suicídio em hospital geral de uma capital do nordeste brasileiro no período de 2011 a 2015.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo quantitativo, observacional, longitudinal, e retrospectivo, por meio de análise dos prontuários dos pacientes internados no Hospital Geral de urgência e emergência. As variáveis estudadas foram: hora e local da ocorrência, meio de locomoção até o hospital, idade, sexo, tipo de conduta adotada, e evolução do paciente.

Resultados

Foram avaliados no total 497 prontuários. Na avaliação da faixa etária a idade mais acometida foi de 20 a 39 anos com 266 casos (53,5%), seguido de 40 a 59 anos com 109 (21,9%), com predominância no sexo feminino com 283 casos (56,9%), e masculino com 214 (43,1%). Mais frequentes principalmente à noite, com 195 casos (39,2%), seguido do horário vespertino com 149 (30%), matutino com 86 (17,3%), a madrugada foi o turno com menor taxa com 67 (13,5%). Com relação ao meio de locomoção o carro particular representou 222 casos (44,7%), seguido de outras ambulâncias que foram responsáveis por 138 casos (27,8%), o serviço de atendimento móvel de urgência (unidade básica) representou 121 casos (24,3%), a unidade avançada com 12 (2,4%), e os bombeiros com 4 (0,8%). Com relação à escala de coma de Glasgow, a maioria dos prontuários não possuía essa informação, 318 (64%). A escala entre 3 e 8 apresentou 13 casos (2,6%), entre 9 e 12 estavam com 8 (1,6%), e 158 casos (31,8%) entre 13 a 15. Os procedimentos cirúrgicos foram realizados em 62 casos (12,5%), já a conduta conservadora em 435 (87,5%). Quanto a evolução, 400 casos (80,5%) obtiveram alta e 58 (11,7%) foram transferidos. A taxa de letalidade de foi 39 casos (7,8%).

Conclusões/Considerações finais

Demonstra as dimensões dos agravos para a saúde pública, e a direta relação com jovens do sexo feminino.

Palavras Chaves

Causas externas, Tentativa de suicídio, Urgência.

Área

Clínica Médica

Instituições

UNCISAL - Alagoas - Brasil

Autores

ILMA FERREIRA DE OLIVEIRA, KALLEU LEONARDO ANTAO, Lúcio Wagner Torres Carvalho, MARCELO SILVA PINHEIRO, ALAN BLENDO BONFIM CORREIA


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017