Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Análise do perfil de atendimento por osteomielite em pacientes acima de 60 anos em regiões brasileiras

Fundamentação/Introdução

A osteomielite é um processo infeccioso ósseo inflamatório provocado por microrganismos patogênicos, dentre eles, fungos, vírus e bactérias como no caso do Staphylococcus aureus, na qual abrange boa parte das infecções. Ademais, tal doença tem como localizações comuns os pés, principalmente em pacientes diabéticos ou com insuficiência renal, estruturas danificadas por radioterapia, quadril e sacro. Na população idosa brasileira, a infecção muitas vezes está relacionada com infecções no trato urinário, hemodiálise ou uso de dispositivos de acessos intravasculares.

Objetivos

Realizar uma análise estatística de atendimentos de pacientes idosos com osteomielite no Brasil, dando ênfase nas regiões mais acometidas por tal patologia e ressaltando o perfil epidemiológico de atendimentos entre os anos pesquisados.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo descritivo utilizando dados da plataforma DATASUS, analisando-se dados de atendimento em relação aos anos de 2008 a 2017, número de hospitalizações e região do Brasil.

Resultados

Entre 2008-2017 o número de internações por Osteomielite no Brasil na faixa etária acima dos 60 anos foi de 18.027. Ao analisar os dados por região brasileira, a maior taxa de internações foi registrada na Região Sudeste – 43,3% dos casos, em seguida: Região Nordeste com 30,2%, Região Sul com 15,5%, Região Centro-Oeste com 6,4% e Região Norte com 4,6%.No ano de 2008 ocorreram 2.655 hospitalizações comparativamente a 1.761 no ano de 2016. Avaliando-se todos os dados encontrados para esse período o sexo que representou o maior número de hospitalizações foi o masculino com 10.813, já o menor número de pessoas internadas foram as mulheres com um total de 7.214. Considerando-se a raça 37,3% eram brancos, 26,8% pardos, 3,3% pretos, 0,8% amarelos, 0,05% indígenas e 31,7% sem informação.

Conclusões/Considerações finais

Conclui-se que ocorreu uma queda de aproximadamente 30% no número de internações por Osteomielite no Brasil entre 2008 e 2016, sendo a região com maior número de internações foi a Região Sudeste. Em relação ao sexo, os homens representaram um maior número de internações, já observando a raça, os brancos foram maioria na faixa etária acima de 60 anos.

Palavras Chaves

Osteomielite, Idoso, Hospitalização

Área

Clínica Médica

Instituições

Hospital Messejana - Ceara - Brasil, Univerisade de Fortaleza - Ceara - Brasil, Universidade Federal do Ceará - Ceara - Brasil, Universidade Luterana do Brasil - Rio Grande do Sul - Brasil, Universidade Severino Sombra - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

Camylla Santos de Souza, Lívia Liberata Barbosa, Matheus Catunda Aguiar, Caroline Freiseleben Cruz, João David de Souza Neto


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017