Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANÁLISE DA PREVALÊNCIA DE INFARTO AGUDO DO MIOCÁRDIO EM MONTES CLAROS - MG

Fundamentação/Introdução

O Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) persiste como importante causa de morbidade e mortalidade, apesar dos avanços tanto no tratamento como na prevenção dessa condição. As doenças cardiovasculares ocupam o primeiro lugar entre as causas de morte na população brasileira desde a década de 1960.

Objetivos

Analisar a prevalência de Infarto Agudo do Miocárdio em Montes Claros, Minas Gerais entre os anos de 2008 a 2016.

Delineamento/Métodos

Trata-se de um estudo de investigação, retrospectivo, transversal, de caráter descritivo e quantitativo. Foi utilizado como universo de pesquisa a base de dados do Sistema de Informações Hospitalares do Sistema Único de Saúde e colhido informações referentes à prevalência de IAM no município de Montes Claros, no período de 2008 a 2016.

Resultados

Os dados obtidos mostraram que o número total de internações por IAM foi de 4.760, sendo que o ano de 2009 apresentou maior índice com 797 internações (16,74%), seguido do ano 2016, com 636 internações (13,3%). A faixa etária mais representativa foi dos 60 aos 69 anos (27,7%), com maior prevalência no gênero masculino (59,6%) e nos indivíduos de cor parda (51,1%). Foi computado um total de 528 óbitos durante o período estudado, representando 11% dos pacientes que foram internados em decorrência de IAM. O ano de 2016 foi o que apresentou o maior número de óbitos, com 89 casos (16,8%). Além disso, é importante salientar que a mortalidade decorrente de IAM no município demonstrou, de um modo geral, aumento gradativo durante todo esse período, havendo uma elevação de 3,7 vezes entre os anos de 2008 (24 óbitos) e 2016 (89 casos).

Conclusões/Considerações finais

O presente estudo pode evidenciar que embora a literatura enfoque uma tendência à queda no número de pacientes vítimas de IAM, a população norte mineira ainda não vive esta realidade. Nos últimos anos houve oscilações sem decréscimos importantes nos números reais, fato que revela a magnitude das doenças cardiovasculares e ainda elevada mortalidade, haja vista que mais de 10% dos pacientes internados vítima de IAM nos hospitais de Montes Claros faleceram. Esses resultados refletem a necessidade de se criar no município políticas públicas mais significativas em relação à prevenção do IAM, bem como dispor de condições para um rápido diagnóstico e tratamento efetivo daqueles acometidos por essa patologia.

Palavras Chaves

Infarto do Miocárdio. mortalidade. prevalência.

Área

Clínica Médica

Instituições

Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros - Minas Gerais - Brasil

Autores

Nathália Rebouças Pereira, Nayara Caetano Agapito, Carolina Ruas Freire Santos, Juliana Cristina de Souza, Uiliam Rodrigues Soares Olivera


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017