Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

Análise da morbimortalidade de embolia pulmonar em mulheres de idade fértil no Brasil

Fundamentação/Introdução

A embolia pulmonar (EP) ocorre por uma obstrução (trombo) nos ramos venosos profundos que se desprende e obstrui a artéria pulmonar ou um de seus ramos. Para o seu correto diagnóstico clínico, o principal é definir os fatores de risco para o tromboembolismo venoso de forma que se estabeleça a suspeita clínica. Dessa forma, é importante o conhecimento da Tríade de Virchow e de outros fatores de risco, principalmente o uso de anticoncepcionais orais.

Objetivos

Demonstrar a importância, por meio de análise estatística, do correto conhecimento a respeito da EP para que seja feito adequadamente o diagnóstico e tratamento dessa patologia.

Delineamento/Métodos

Estudo retrospectivo, descritivo e quantitativo, baseado na análise de dados do DATASUS para análise da morbimortalidade de embolia pulmonar em mulheres em idade fértil no período de 2008 a 2017 no Brasil.

Resultados

Ao analisar a morbimortalidade de embolia pulmonar em mulheres de idade fértil no Brasil (10 a 49 anos), constatou que durante o período de 01/2008- 01/2017, de um total de 16.621 internações 64,28% são do sexo feminino. Dos casos analisados 1.220 são de caráter eletivo e 15.400 são de urgência, esta com uma média de 92,65%. Ao avaliar a distribuição epidemiológica a nível regional, o sudeste (SE) é a região com maior índice, possuindo 9.530 casos (57,34%), e a região norte a de menor índice, com 320 casos (1,93%). A nível estadual, é notório que os estados com maior número foram: São Paulo (30,21%); Minas Gerais (22,14%) e Rio Grande do Sul (7,57%), já o estado de Roraima (0,07%); Acre (0,08%) e Amapá (0,10%) possuíram os menores números de casos. Quando analisado etnia 27,74% não informaram; 0,08% indígena; 0,64% amarela; 4,48% preta; 22,98% parda; e 44,06% branca, sendo este o grupo prevalente. A taxa de mortalidade é de 11,16, sendo mais incidente na etnia amarela e na região nordeste. O número de óbitos foi de 1.102, ocorrendo mais frequentemente na região SE e no grupo de etnia branca.

Conclusões/Considerações finais

A partir do estudo, conclui-se que a embolia é, na maioria das vezes, de caráter urgente, predominante na região SE, local com mais óbitos. As mulheres de etnia branca além de possuírem a maior incidência, também possuem a maior mortalidade. Contudo, por estarem em idade fértil e pelo crescente uso de métodos contraceptivos é possível correlacionar o elevado índice de embolia em mulheres ao uso de anticonceptivos orais, já que aumentam quase três vezes o risco de tromboembolismo venoso.

Palavras Chaves

"Embolia Pulmonar", "anticoncepcionais", "mortalidade"

Área

Clínica Médica

Instituições

ITPAC/ FACULDADE PRESIDENTE ANTONIO CARLOS - Tocantins - Brasil, UNIVERSIDADE DO GRANDE RIO - Rio Grande do Sul - Brasil, UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARA - Ceara - Brasil, UNIVERSIDADE SEVERINO SOMBRA - Rio de Janeiro - Brasil

Autores

LÍVIA LIBERATA BARBOSA BANDEIRA, CAMYLLA SANTOS DE SOUZA, ANNA KAROLYNA NEIVA OLIVEIRA MARIANO, MARCELO DOS SANTOS CRUZ JÚNIOR, JOÃO DAVID DE SOUZA NETO


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017