Página Inicial » Inscrições Científicas » Trabalhos

Dados do Trabalho


Título

ANÁLISE DA INCIDÊNCIA DE TUBERCULOSE EXTRAPULMONAR EM MINAS GERAIS ENTRE 2011 E 2016

Fundamentação/Introdução

As formas extrapulmonares de tuberculose têm ocorrido com alguma frequência no Brasil, o que é preocupante, uma vez que estão relacionadas a quadros mais graves, principalmente quando atingem o sistema nervoso. Não contribuem com a disseminação da doença e, muitas vezes, nessas formas, a baciloscopia é negativa. Sabe-se que o diagnóstico é dificultado, tendo o contexto clínico epidemiológico papel importante na definição dos casos.

Objetivos

Analisar casos de tuberculose extrapulmonar no estado de Minas Gerais nos anos de 2011 a 2016 e comparar com valores de países industrializados.

Delineamento/Métodos

Estudo epidemiológico descritivo, de delineamento retrospectivo e transversal na coleta de dados, com abordagem quantitativa. Os dados foram obtidos por consulta às bases de dados do sistema TABNET, disponibilizados pelo Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (DATASUS), com acesso em março de 2017. A população do estudo foi constituída pelos casos de tuberculose extrapulmonar do estado de Minas Gerais, no período entre 2011 e 2016.

Resultados

Foram contados 2.979 casos de tuberculose extrapulmonar no período considerado para estudo, com aumento importante no número de casos no primeiro triênio – 31 (2011), 706 (2012) e 715 (2013). Apesar da tendência observada na primeira metade do período estudado, houve diminuição do número de casos nos três meses seguintes – 716 (2014), 663 (2015) e 148 (2016). Com a redução no número de casos para a metade mais recente do período estudado, pôde-se observar que o estado de Minas Gerais tem acompanhado a tendência de países desenvolvidos em relação à redução no número de casos de tuberculose. No entanto, apesar da diminuição dos casos para o acometimento extrapulmonar, esse número ainda é elevado.

Conclusões/Considerações finais

Ao analisar os dados do DATASUS foi possível inferir que ainda há uma incidência elevada de casos de tuberculose extrapulmonar, mesmo com a implementação da vacina BCG, o que permite reflexão quanto à abrangência ou efetividade da vacinação, ou, ainda, em quanto as comorbidades dos próprios pacientes, aliadas à hábitos de risco, contribuíram para o aumento do número de casos. Dessa maneira, percebe-se que se faz necessária a realização de pesquisas a fim de melhor esclarecer a questão, além de comparar, também, os casos de manifestação pulmonar no estado.

Palavras Chaves

Tuberculose; Tuberculose extrapulmonar; Epidemiologia; Minas Gerais.

Área

Clínica Médica

Instituições

Faculdades Integradas Pitágoras de Montes Claros (FIP-Moc) - Minas Gerais - Brasil

Autores

Henrique Nunes Pereira Oliva, Flávio Marconiedson Nunes, Ana Clara Veloso Campos de Quadros Godinho, Alana Guido Oliveira


Fechar

Promoção

SBCM

Realização

SBCM MG
ABRAMURGEM

Patrocínio Ouro

UNIFENAS

Patrocínio Prata

Unimed - BH

Patrocínio Bronze

CUREM
SENIOR VILLAGE

Apoio

IPSEMG
TAKEDA

Agência de Turismo

Belvitur

Organização

Attitude Promo

Agência Web

Sistema de Gerenciamento desenvolvido por Inteligência Web

14º Congresso Brasileiro de Clínica Médica e 4º Congresso Internacional de Medicina de Urgência de Emergência

MINASCENTRO - Belo Horizonte/MG | 04 a 06 de Outubro de 2017